Rede dos Conselhos de Medicina
Conselho Federal de Medicina discute proposta da “ficha limpa” para eleições internas

Hiran_GalloConselho Federal de Medicina poderá

exigir “ficha limpa” para eleições internas

 legenda foto: Hiran Gallo é o relator da proposta de ficha limpa para os cargos dos conselhos de medicina

     O Conselho Federal de Medicina (CFM) inicia na próxima quarta-feira, 7, em Brasília, uma ampla discussão com representantes dos Conselhos Regionais e das Associações Médicas de todo país a proposta da exigência da “ficha limpa” para os cargos de direção das autarquias e entidades da classe.

     De acordo com o relator na Comissão da Ficha Limpa, do CFM, médico rondoniense José Hiran da Silva Gallo, a proposta se baseia em três pontos considerados relevantes para a atuação ética do profissional médico.

     O primeiro define como “conflito de interesse”, com a obrigatória exigência do afastamento do cargo; a participação do médico para cargos de direção nas autarquias e entidades médicas nos casos em que estiver ocupando cargos de direção em  hospitais e secretarias estaduais ou municiais de saúde. “Para concorrer o médico terá que se licenciar do cargo”, diz Gallo.

     Depois vem o aspecto do “abuso de poder econômico”. O médico não poderá utilizar recursos obtidos com outras atividades, como por exemplo, de atividades empresariais, para se eleger a cargos de direção nas entidades e autarquias médicas.

     Por último, vem o critério da “ficha limpa”, no verdadeiro significado da expressão: “qualquer condenação cível ou criminal, e até mesmo as impostas pelos Conselhos da classe tornam os candidatos inelegíveis”, explica Hiran Gallo.

Assessoria de Imprensa Cremero
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
j-scatvids.club